SETEMBRO (MUSICAL)

_____________________________________________________________________________

Bom galera, tivemos um probleminha e não postamos a série no fim do mês como deveria ser. Mas nada de mais nisso. Estamos agora (um pouco atrasados) com o “Filmes para se guardar e filmes para se queimar” de setembro, e trazemos musicais para vocês. Divirta-se.

FILME PARA SE GUARDAR – TOMMY (1975)

Vocês conhecem o termo “ópera rock”? Bem, é uma produção musical de rock em forma de ópera, que conta uma história através das músicas de seu álbum. A expressão surgiu em meados da década de 60 e é sempre associada à figura de Pete Townshend, guitarrista da banda britânica “The Who”. Eles foram responsáveis pela composição de Tommy (1969), primeiro álbum expressamente denominado de ópera rock, e considerado até hoje a mais famosa. Baseado nesta ópera rock mundialmente conhecida até hoje, alguns anos depois, foi produzido um filme de mesmo nome, que será a nossa indicação deste mês.

Tommy ainda estava na barriga de sua mãe quando seu pai, o piloto Walker, foi dado como morto durante a Segunda Guerra Mundial. Anos se passaram e o pequeno Tommy se acostumou a ter o novo namorado da sua mãe como a figura paterna que lhe faltava. Porém, certo dia, seu pai volta para casa (isso mesmo pessoal, ele não estava morto) e encontra sua esposa com outro homem na cama. O garoto presencia o assassinato do pai, pela mãe e seu namorado, e desde então, pressionado com as frases: “você não viu nada”, “você não ouviu nada” e “você não vai dizer nada a ninguém”, Tommy fica cego, surdo e mudo.

A trajetória de boa parte do filme é o drama de uma mãe que tenta a todo custo, trazer de volta ao seu filho que vive na escuridão, a luz que lhe fora privada na infância. Ela o leva para todos os tipos de pessoas que supostamente têm uma solução para o caso, mas nunca obtém êxito. Não tem jeito, o pequeno Tommy cresce preso nas trevas, sem poder ver, ouvir ou falar coisa alguma.

"see me... feel me.. touch me... heal me..."

 

Sem mais delongas para não narrar todo o filme, “Tommy” (1975), é uma ótima produção, que deixará todos os fãs de rock, e principalmente do The Who, fascinados. Conta com a participação não só dos integrantes da banda, mas também de estrelas da música como Eric Clapton, Tina Turner e Elton John.  E aparecendo de surpresa, o gigante Jack Nicholson faz uma ponta muito boa de ver. Ann-Margret, que interpreta a mãe de Tommy, ganhou o Globo de Ouro por sua atuação, e foi indicada ao Oscar. Por fim, Roger Daltrey, vocalista do The Who, faz Tommy crescido.

O filme teve algumas mudanças no roteiro em relação à história, na adaptação do álbum. Como o fato de ter sido ambientado na Segunda Guerra Mundial e não na primeira, como no original. E no álbum, o capitão Walker que mata o namorado de sua esposa e não o contrário. Algumas músicas foram acrescentadas e outras tiveram seus versos alterados.

Com um visual altamente psicodélico, “Tommy” traz um banho de cores e excentricidade e não perde a sonoridade nem um minuto sequer. Totalmente recomendado para quem gosta de rock, do The Who e de cinema cult.

 

FILME PARA SE QUEIMAR – HIGH SCHOOL MUSICAL (2006)

A indústria fonográfica utiliza uma receita infalível para faturar muito com o público teen: seleciona um grupo de jovens bonitos; escolhe um repertório de músicas em tons maiores, que é para dar aquela animada; e inventa coreografias que possuem um certo grau de dificuldade para o público alvo se sentir desafiado a aprender. Depois é só investir no marketing do projeto e esperar a arrecadação.

Esse é o caso de “High School Musical”, filme destinado à televisão, produzido pela Disney. Conta a historinha romântica de Troy (Zac Efron) e Gabriella (Vanessa Hudgess). Eles disputam os papéis principais de um musical de colégio com a patricinha Sharpay (Ashley Tisdale) e seu irmão Ryan (Lucas Grabeel).

Como era de se esperar, o filme foi um sucesso de audiência e rendeu outros três, exibidos nos cinemas, além da venda maciça de CDs, DVDs, roupas, brinquedos, e mais uma infinidade de coisas com a marca “High School Musical”. Deu para perceber que o mercado infanto-juvenil é fácil de ser conquistado. Mas não podemos exigir um gosto apurado dessa faixa etária, eles estão em fase de aprendizagem, e se você recordar bem, provavelmente vai perceber que já deve ter gostado de alguma porcaria parecida com essa aos doze anos. No entanto, nós do Cinemafia já somos bastante crescidinhos, e por isso neste mês estamos colocando “High School Musical” na fogueira. Se você tem mais de quatorze anos, não chegue nem perto.

________________________________

Equipe Cinemafia

2 respostas para SETEMBRO (MUSICAL)

  1. Igordx disse:

    THE WHO xD
    Massa demais, to baixando filme pelo torrent agora, ta vo por esse filme na lista aqui.. uhu

    sem comentarios pra o HSM.. =/

  2. Johnny disse:

    tommy é revolucionário, não só pela temática ,mas pelo fato de ter sido a primeira opera rock da história a virar filme. depois veio quadrophenia que não fez tanto sucesso e o pink floyd seguiu com o maravilhoso the wall, transformado em cult movie em 82. mas foi o the who que começou tudo isso. os caras são d+, sou fã deles! ouçam tommy e preparem-se para uma viagem inesquecível.

    obs. ouvir o disco é melhor que ver o filme, garanto!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: