1 Por Todos – A Casa (2010)

_________________________________________________________________________________________

Chegamos a mais um “1 Por Todos”, e desta vez, como prometemos um ano atrás, iremos comentar o filme uruguaio que badalou em Cannes ano passado, La Casa Muda (título original). Já escrevemos bastante sobre o longa nos posts que você enconta clicando aqui e aqui, portanto, passaremos diretamente para os comentários sem falar a sinopse.

Lincoln Ferdinand – Nota: 7,5

Se o filme foi gravado com apenas um plano sequência eu não sei, mas que deu a entender que sim, isto temos que admitir. Embora em alguns momentos possamos perceber que há a possibilidade de cortes leves, isso não tira o mérito de “A Casa” em seu aspecto técnico. Então parabéns à fotografia e direção que fizeram um ótimo trabalho. O roteiro deixa um pouco a desejar por querer criar situações de tensão forçosamente, chegando a fugir um pouco do fato original. O filme peca na trilha sonora exagerada (talvez não devesse nem ter nada) que muitas vezes antecipa os sustos. Porém, uma produção interessante e peculiar que vale a pena o tempo gasto.

Marcelo Cardins – Nota: 7,5

De início, tudo parece um grande pesadelo. Uma pessoa presa em uma casa abandonada sem energia elétrica, na companhia de um assassino oculto e de pequenas assombrações. O que tudo isso significa? Aguarde o final e se surpreenda. “A Casa” dá um medinho sim, mas nada que te faça dormir com a luz acesa. O destaque do longa é a suposta filmagem em uma tomada só, filmar por tanto tempo sem cortes é uma façanha dificílima, vocês precisam conferir essa originalidade técnica.

Ezequiel Fernandes – Nota: 7,5

Fazer um filme com uma câmera digital em uma tomada, até eu faço. Agora, fazer com que ele não pareça ter sido feito assim, é para seletos. E é isso o que acontece nessa interessante obra uruguaia. Embora sejam perceptíveis algumas consequências da matéria prima usada e da tomada única, o longa cumpre o mínimo necessário – e muito bem – que, a meu ver, é obrigação de todo filme: convencer. Lembrando também que, mesmo na maioria das vezes possuindo roteiros bem menos complexos e/ou originais, os filmes de terror costumam decepcionar na execução destes. A Casa só conta com o “basicão” em termos de roteiro e produção e, ainda sim, rende bons sustos e não cai no pior do clichê. Mérito da direção, 6.000 dólares e meia dúzia de gente.

Então é isso pessoal, falem nos comentários quais filmes vocês gostariam de ver comentados aqui por nossa equipe. Valeu.

2 respostas para 1 Por Todos – A Casa (2010)

  1. Gabriel Neves disse:

    Acho que me decepcionei com o filme de um único plano-sequência. O filme realmente cria uma atmosfera assustadora, e o credito por isso, uma coisa que anda difícil fazer atualmente, e o melhor de tudo é que ele não dá uma coisa que os outros filmes dão: razão para o sobrenatural. Mas devo ter criado expectativas demais, pois esperava bem mais. E concordo com o Lincoln sobre a trilha sonora exagerada. A Casa termina sendo um filme que eu não veria novamente, mas que eu recomendaria. Não é todo dia que se vê um filme assim, tenho que reconhecer.

  2. Rafael disse:

    cara podia Fala o qnto Mais de FIlmes de Zumbis, Esses Filmes criaram muito publica de uns anos pra ka
    pod cre

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: